Conheça as 3 lagartas que são as principais ameaças da produtividade de soja

A produção de soja é extremamente forte no Brasil tanto na questão econômica quanto na relevância do mercado exterior. Daí a importância de cuidar bem da cultura desde o início da plantação até no final, já que muitas pragas podem atingí-la e prejudicar a produção. 

E se tratando de pragas, a cultura de soja possui três tipos de lagartas bastante prejudiciais. Vamos conhecê-las? Continue lendo e confira quais são elas!

 

Veja também: 3 coisas que você deve prestar atenção no seu trator

 

Lagartas que são ameaças da produtividade de soja

A Helicoverpa, que leva o nome científico de Helicoverpa armigera, é uma das pragas mais preocupantes que atingem a soja. Isso porque ela se alimenta de todas estruturas da planta e possui um ciclo de vida que vai de um mês até 60 dias. 

A Falsa-medideira, que leva o nome científico de Chrysodeixis includens, é a segunda praga mais preocupante. Ela raspas as folhas da soja e ainda causa manchas brancas. Nos casos mais avançados, ela pode acabar com todas as folhas da soja. 

Por último e não menos importante, a Lagarta-das-folhas (Spodoptera eridania) atinge o final do ciclo da plantação de soja. Nos casos mais avançados, ela consegue impedir o desenvolvimento final da plantação, o que é extremamente prejudicial ao produtor. 

 

Você também pode se interessar por: Soja: como prevenir a lavoura das doenças iniciais